segunda-feira, 2 de junho de 2008

CUIDADO COM AS PRESSÕES HUMANAS

2 Tm 2:15

INTRODUÇÃO: Uma das maiores diferenças entre Saul e Davi está no fato de a quem eles queriam agradar. Aliás, muitos pensam que liderança é ficar à mercê ou refém dos liderados ou da maioria. Veja o que Paulo tem a dizer sobre isso: “Porventura, procuro eu, agora, o favor dos homens ou o de Deus? Ou procuro agradar a homens? Se agradasse ainda a homens, não seria servo de Cristo” (Gálatas 1:10 RA). Ao observarmos os fatos históricos vemos o seguinte: Saul queria agradar antes aos homens do que a Deus. No entanto, Davi tinha o propósito de agradar antes a Deus do que aos homens.
O texto básico mostra-nos as palavras do experiente apóstolo Paulo dirigidas ao novo pastor Timóteo. Há uma tendência no início do ministério de querer agradar a todo mundo. Sofre-se quando não se consegue isso, mas ao homem de Deus importa ser aprovado por Deus. O que acontecer ao redor será conseqüência. Uns se aliarão por desejarem crescer na comunhão com Deus, outros, se oporão por não aceitarem ou não entenderem o plano de Deus. Ao líder compete fazer a obra e cumprir o ministério: “Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus” (Atos 20:24 RA).

1. UM LÍDER PRESSIONADO ULTRAPASSOU LIMITES E PERDEU A UNÇÃO
ü Quando Saul foi ordenado que esperasse Samuel para que o sacrifício fosse feito antes de entrarem na batalha contra os inimigos filisteus, ele não esperou e se intrometeu a fazer o que não era da sua conta. Quando Samuel chegou, ele quis se justificar: “Samuel perguntou: Que fizeste? Respondeu Saul: Vendo que o povo se ia espalhando daqui, e que tu não vinhas nos dias aprazados, e que os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás, eu disse comigo: Agora, descerão os filisteus contra mim a Gilgal, e ainda não obtive a benevolência do SENHOR; e, forçado pelas circunstâncias, ofereci holocaustos” (1 Samuel 13:12 RA).
ü Qualquer líder entenderia a pressão que Saul sentia e que o levou a tropeçar. Quando começam a se dispersar os que estão conosco e o inimigo avança ao mesmo tempo, somos tomados pela compulsão de fazer alguma coisa, mesmo quando Deus nos mandou esperar. Se deixarmos de obedecer a Deus, independente do que esteja acontecendo, estamos arriscando a perder a unção que procede dele e não dos homens.
ü Numa batalha contra os amalequitas, Deus ordenou a Saul que eliminasse o inimigo e tudo o que possuía: “Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Castigarei Amaleque pelo que fez a Israel: ter-se oposto a Israel no caminho, quando este subia do Egito. Vai, pois, agora, e fere a Amaleque, e destrói totalmente a tudo o que tiver, e nada lhe poupes; porém matarás homem e mulher, meninos e crianças de peito, bois e ovelhas, camelos e jumentos” (1 Samuel 15:2-3 RA). Por cumprir parcialmente a Palavra de Deus, tenta ocultar de Samuel: “Veio, pois, Samuel a Saul, e este lhe disse: Bendito sejas tu do SENHOR; executei as palavras do SENHOR (1 Samuel 15:13). Mas logo vem o confronto do homem de Deus: “Então, disse Samuel: Que balido, pois, de ovelhas é este nos meus ouvidos e o mugido de bois que ouço?” (1 Samuel 15:14). Agora ele tenta novamente se justificar: “Respondeu Saul: De Amaleque os trouxeram; porque o povo poupou o melhor das ovelhas e dos bois, para os sacrificar ao SENHOR, teu Deus; o resto, porém, destruímos totalmente” (1 Samuel 15:13-15 RA).
ü Saul, por ceder ás pressões acabou perdendo a unção de realeza que havia recebido de Deus: “Então, disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente em não guardar o mandamento que o SENHOR, teu Deus, te ordenou; pois teria, agora, o SENHOR confirmado o teu reino sobre Israel para sempre. Já agora não subsistirá o teu reino. O SENHOR buscou para si um homem que lhe agrada e já lhe ordenou que seja príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o SENHOR te ordenou” (1 Samuel 13:13-14 RA).
ü Veja o que Deus disse a Saul através de Samuel: “Porém Samuel disse: Tem, porventura, o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios quanto em que se obedeça à sua palavra? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros. Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei (1 Samuel 15:22-23 RA).

2. UM LÍDER PRESSIONADO CEDEU, SE IRRITOU E PERDEU A PROMESSA
ü Moisés também foi pressionado pelo povo quando saiu do Egito: Faraó colocou seu exército para perseguir o povo hebreu: “Perseguiram-nos os egípcios, todos os cavalos e carros de Faraó, e os seus cavalarianos, e o seu exército e os alcançaram acampados junto ao mar, perto de Pi-Hairote, defronte de Baal-Zefom” (Êxodo 14:9 RA). Quando o povo hebreu viu que os inimigos vinham por trás deles começaram a pressionar: “E, chegando Faraó, os filhos de Israel levantaram os olhos, e eis que os egípcios vinham atrás deles, e temeram muito; então, os filhos de Israel clamaram ao SENHOR. Disseram a Moisés: Será, por não haver sepulcros no Egito, que nos tiraste de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos trataste assim, fazendo-nos sair do Egito?” (Êxodo 14:10-11 RA). Começaram a demonstrar ingratidão, esquecendo que lá no Egito eram duramente tratados: “Não é isso o que te dissemos no Egito: deixa-nos, para que sirvamos os egípcios? Pois melhor nos fora servir aos egípcios do que morrermos no deserto (Êxodo 14:12 RA). Moisés, no entanto, disse ao povo que não precisava temer: “Moisés, porém, respondeu ao povo: Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do SENHOR que, hoje, vos fará; porque os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. O SENHOR pelejará por vós, e vós vos calareis” (Êxodo 14:13-14 RA). Deus dá uma unção àquele que está na liderança, seja de 3, 5, 10, 50, 200, etc. Conforme a responsabilidade será a unção. E isso somente o líder entenderá, os liderados nem sempre.
ü Precisamos entender que acima de tudo está o Senhor que nos chamou. Para isso precisamos ser firmes diante do povo, pois se cedermos ás pressões seremos reprovados por Deus.
ü Por ceder ás pressões, Moisés irritado desobedeceu a Deus e perdeu o direito de introduzir o povo na terra: Veja o que Deus disse: “Toma o bordão, ajunta o povo, tu e Arão, teu irmão, e, diante dele, falai à rocha, e dará a sua água; assim lhe tirareis água da rocha e dareis a beber à congregação e aos seus animais. Então, Moisés tomou o bordão de diante do SENHOR, como lhe tinha ordenado. Moisés e Arão reuniram o povo diante da rocha, e Moisés (irritado nesta altura dos acontecimentos) lhe disse: Ouvi, agora, rebeldes: porventura, faremos sair água desta rocha para vós outros? Moisés levantou a mão e feriu a rocha duas vezes com o seu bordão, e saíram muitas águas; e bebeu a congregação e os seus animais. Mas o SENHOR disse a Moisés e a Arão: Visto que não crestes em mim, para me santificardes diante dos filhos de Israel, por isso, não fareis entrar este povo na terra que lhe dei (Números 20:8-12 RA).

CONCLUSÃO: Saul perdeu a unção e quis mostrar-se arrependido de seus atos de desobediência, mas isso foi uma farsa, pois ao confessar ele solicitou que fosse honrado por Samuel na presença de todos: “Então, disse Saul a Samuel: Pequei, pois transgredi o mandamento do SENHOR e as tuas palavras; porque temi o povo e dei ouvidos à sua voz. Então, disse Saul: Pequei; honra-me, porém, agora, diante dos anciãos do meu povo e diante de Israel; e volta comigo, para que adore o SENHOR, teu Deus” (1 Samuel 15:24, 30 RA). Quem se arrepende não busca honra, mas sim, disciplina visando ser curado. Deus escolheu Davi para ocupar o trono após sua morte e o próprio Deus afirmou que Davi foi homem segundo o seu coração, Atos 13;22. Quando pecou ele reconheceu e se humilhou buscando restauração, Sl 51. Moisés perdeu o direito de tomar posse da terra prometida e para essa tarefa foi escolhido Josué, Js 1:1-9.
Você deve honrar e submeter àqueles que estão investidos de autoridade e não tornar-lhes um peso, querendo pressioná-los com seus caprichos: “Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros” (Hebreus 13:17 RA). E você que exerce liderança ou vai exercer tome cuidado para não ceder ás pressões. Muitos têm abandonado projetos importantes, não porque o diabo lhes derrubou, mas porque cederam ás pressões internas. Cuidado com as raposinhas, estas sim, fazem muito mal às vinhas. Joelho no chão, direção do Espírito Santo e sua vida será conduzida em triunfo: “Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento” (2 Coríntios 2:14 RA).
Postar um comentário