segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Evangelista é preso e agredido no Sudão

A perseguição ainda está ativa.A polícia há uma semana prendeu um líder cristão na cidade de Cartum, no Sudão. O evangelista foi muito espancado durante o tempo que ficou preso.

Encontro de Casais


A verdadeira Salvação


Discipulado - mantendo a unidade e a qualidade


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Não podemos precipitar

Quando Devemos Impor As Mãos?

Antes de impormos as mãos em novos obreiros, ministros ou missionários devemos levar em consideração o tempo certo, e fazê-lo com grande cuidado. A imposição de mãos é o ultimo e mais público dos estágios do processo de tomada de decisão diante do Senhor. Obviamente não queremos escolher a pessoa errada, que poderá trazer facilmente a ruína e a divisão para a igreja, I Timóteo 5:22.

Como se Livrar de Um Mau Casamento | Editora Ultimato

Há momentos na vida em que tudo parece perdido dentro de casa. Sentimos que perdemos o controle dos filhos; estes se sentem abandonados por nós, acusando-nos de trabalhar demais. De repente, achamos que não conhecemos mais nosso cônjuge, com quem vivemos há tantos anos. Entramos em crise. Pensamos em voltar para a “casa do papai”, embora já estejamos quase na meia-idade. Percebemos o ridículo da idéia. Mas ela está lá. Queremos desistir da vida de adultos. Síndrome de Peter Pan. Sentimo-nos falidos. Sentimos nossos sonhos familiares, relacionais, falidos. Nessa hora, Como se Livrar de Um Mau Casamento pode nos ajudar. Seu texto nos infunde concreta esperança —uma esperança informada: lança luz sobre nossas mazelas familiares, luz essa apoiada em análises e conselhos que podem mudar nossa forma de ver nossa própria situação. Muitas vezes, é só o que precisamos: uma nova ótica para nossos processos mentais já viciados e zangados. Um jeito de lançar um novo olhar sobre nossas dificuldades e potenciais.


Como se Livrar de Um Mau Casamento | Editora Ultimato

Um valente e fiel servo do Senhor é promovido


Com pesar, notificamos à Igreja o falecimento do pastor José Fernandes Pedrosa, membro da Diretoria Executiva desde 1975, ocorrido no dia 25 de janeiro, por volta das 23 horas, em Paranavaí, PR.
O culto fúnebre será às 15 horas e o sepultamento às 17 horas.
Mais informações com o Pr. Sebastião Firmino, da IPR de Paranavaí.


O grande diferencial na igreja

O Espírito Santo faz a diferença

"Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e poder, o qual andou por toda a parte fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com Ele" (Atos 10:38).


O Espírito Santo foi enviado para ficar com a Igreja. Ele não vem visitar, mas morar. Muitos cristãos, até bem intencionados, mas inconscientes, oram nos cultos ou reuniões pedindo ao Espírito Santo para os visitarem. Pergunto: Como convidar para nos visitar aquele que já mora em nosso coração? Somos o templo do Espírito, portanto, devemos atentar para isso. Por outro lado é possível frequentar uma igreja, cantar, contribuir e participar da Santa ceia sem estar devidamente envolvido com o Espírito Santo. Isso é muito triste, porque é o Espírito quem mantem a igreja firme no cumprimento de sua missão.


Uma igreja sem o Espírito Santo pode ser comparada a:

Um cadáver - tem forma, mas não manifesta vida;
Um deserto - árido, estéril, horripilante, desequilibrado: dia muito quente, noite muito fria;
Um rio sem água - não serve para nada;
Um carro sem combustível - não adianta insistir, não vai de jeito nenhum;
Uma lâmpada queimada - deve deixar a vaga para outra;
Um vale de ossos secos - só possui história, mas está totalmente ineficaz.

Uma igreja com o Espírito Santo é comparada a:

Um exército bem equipado - nunca é surpreendido pelos inimigos, porque está sempre alerta;
Uma fornalha acesa - só permanece o fiel, o que usa de engano desaparece;
Uma águia - voa majestosamente e com firmeza, interessa-se pelo que está no alto;
Um rio de água viva - proporciona refrigério e vive sempre se renovando;
Uma noiva - bela, perfumada e atraente.

João 7:37-38 mostra como receber o Espírito Santo: "Quem crê em mim como diz a Escritura do seu interior fluirá rios de água viva. E isto dizia Ele do Espírito Santo que haveria de receber todos os que cressem nele"

Efésios 5:18 dá-nos a diretriz para uma vida cristã segura: "não vos embriagueis com vinho, no qual há contenda, mas enchei-vos do Espírito".

Atos 1:8 mostra o segredo da obra missionária da igreja: "Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda Judeia e Samaria, e até os confins da terra".

O Espírito Santo é fogo que aquece, purifica, alastra, clareia, dá consistência, produz energia, queima.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

CRISE, VENÇA-A OU ELA TE DESTRUIRÁ


VENCENDO AS CRISES NA SUA VIDA!

Isaías 38:1-3


Não importa o grau de santidade ou de intimidade que uma pessoa possua com o Senhor, um dia ele poderá passar por crises, e nada melhor do que saber como enfrentá-las.


Jesus disse: “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, porque Eu venci o mundo” (Jo 16:33). Ele pode nos fazer mais que vencedores, como afirmou o apóstolo Paulo: "em todas as coisas, somos mais que vencedores". Quando confiamos em Deus experimentamos seus milagres, isto é, vemos o livramento onde poderia ser impossível.

Se não nos levantarmos para conquistar e vencer as crises, elas nos conquistarão e nos colocarão no chão.

Alguns olham para seus problemas como se fosse o fim da vida, nunca tomaram uma pancada tão grande, e não entendem que passando por essa dificuldade estarão sendo fortalecidos para vencer as dificuldades menores ou maiores que vierem ao seu encontro. Veja o que fez Ezequias para vencer um triste momento da sua vida:

1-Se Humilhar:


Ezequias humilhou-se diante de Deus e buscou d’Ele a ajuda que precisava para sair da crise. Nós temos que sempre ter uma atitude de humildade mediante as dificuldades que se levantam contra nós e buscar em Deus a resposta que precisamos. A Bíblia diz que aquele que se exalta será humilhado, mas aquele que se humilha será exaltado. Quando estamos numa situação de crise a melhor atitude é a humildade. Procure a ajuda de quem pode te ajudar. Não permita com que o orgulho te derrube e te impeça de continuar. Deus dá graça aos humildes, mas resiste aos soberbos.



2- Orar:



Oração pressupõe duas coisas: orar e agir, ou seja, ter uma postura de alguém que possui atitudes, tanto passiva, quanto ativa. Alguns quando escutam ou estão vivendo algo ruim, ficam desesperados e oprimidos. O dia que você estiver mais desanimado, esse é o dia que você tem que orar ainda mais.

A resposta sempre vem para aquele que crê. Todas as vezes que levamos nossos problemas perante ao Senhor, Ele nos responde, Ele nos dá refrigério, sara nossas feridas e dores. Ele é um Deus que quer responder nossas orações.

Não importa o tamanho da sua crise, o nosso Deus é muito maior do que qualquer crise e Ele pode te tirar dessa situação se você clama por socorro.


3- Lembrar das promessas de Deus:


Ezequias lembrou-se das promessas que Deus havia feito para ele e de como ele havia servido ao Senhor fielmente. No momento de crise ele se agarrou nas promessas de Deus para a sua vida. E nós devemos fazer o mesmo, quando os ventos contrários se levantam, temos que proclamar a Palavra de Deus, que contêm todas as suas promessas de benção e vida abundante para nós.

Há milhares de promessas na Bíblia que dizem respeito aos cristãos da atualidade. Procure conhecê-las e se apegue a elas. Deus não é homem para mentir, nem se engana a nosso respeito.

CONCLUSÃO: Quando obedecemos esses princípios que Ezequias obedeceu, aí vem a intervenção da mão poderosa de Deus. Veja qual foi a resposta do Senhor. Isaías 38:5: “Vá dizer a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de seu antepassado Davi: Ouvi sua oração e vi suas lágrimas; acrescentarei quinze anos à sua vida.” Ele perto da sua morte buscou Deus, obtendo resposta e refrigério. Essa é a atitude de quem confia nele, Deus mudou a história de sua vida.

A maior mentira que Satanás coloca em nossas mentes é que Deus não vai nos ajudar. Deus quer mudar a história da sua vida. Chegou o tempo de reconhecer que todos temos problemas, mas não temos mais tempo de chorar por eles, devemos buscar o Senhor e solucioná-los com a força dele. Não precisamos buscar no mundo, pois a única pessoa que nos responderá é o Senhor. 

Entregue hoje a sua vida toda ao Senhor e deixe Ele te ajudar a sair dessa crise que você está vivendo. 

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Coisas a deletar de nossa vida


Momento Verdadeiro: Após ouvir palestra idosa resolve tatuar o número ...

Eta mulher besta! Na verdade tem besta para todas as coisas.
Momento Verdadeiro: Após ouvir palestra idosa resolve tatuar o número ...: Religião – Estima-se que a " Igreja Crescendo em Graça" já tenha mais de 10 mil adeptos no Brasil. Trata-se de uma seita religiosa liderad...

Gigantes - desafios à nossa fé


Gigantes são verdadeiros desafios à nossa fé.

- São assustadores - se olharmos para sua aparência.

- São provocadores - se dermos ouvidos à sua voz.

- São aproveitadores - se atentarmos para sua posição.

Davi não se importou com nada disso. Diante de Golias ele determinou: "Eu irei e pelejarei contra esse incircunciso filisteu".
Ele não se intimidou - foi e venceu.

Qual é o gigante que está te assustando, provocando ou querendo se aproveitar para te derrotar durante essa semana?

Seja firme e constante na luta e vença esse gigante. Faça como Davi: "... o Senhor me entregará esse incircunciso em minhas mãos".

"Não temas, porque eu sou contigo, não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te esforço e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel" (Is 41:10).

"Eu sou o Senhor, teu Deus, que te tomo pela tua mão direita e te digo: Não temas que eu te ajudarei" (Is 41:13).


domingo, 22 de janeiro de 2012

HOMILÉTICA: SUGESTÃO DE ROMANOS 12:1-2

O QUE PAULO ROGOU AOS IRMÃOS DA IGREJA ROMANA
ROMANOS 12:1-2

ROGO-VOS, IRMÃOS, PELA COMPAIXÃO DE DEUS:

1 - APRESENTEIS OS VOSSOS CORPOS COMO SACRIFÍCIO

- VIVO - COM A MAIS NOBRE EXPRESSÃO

- SANTO - COM A MAIS NOBRE PECULIARIDADE

- AGRADÁVEL A DEUS - COM O MAIS NOBRE DOS PROPÓSITOS

ESTE É O CULTO RACIONAL (COM INTELIGÊNCIA)

2 - NÃO VOS CONFORMEIS COM ESSE MUNDO

- TRANSFORMAI-VOS (METAMORFOSE - RADICALMENTE)

- PELA RENOVAÇÃO (NOVAS AÇÕES E ATITUDES)

- DA MENTE (ENTENDIMENTO)

3 - EXPERIMENTEIS A VONTADE DE DEUS

- BOA - NÃO TRAZ ENGANO

- AGRADÁVEL - TRAZ SATISFAÇÃO

- PERFEITA - NÃO HÁ NADA MELHOR

sábado, 21 de janeiro de 2012

Deus Está Interessado no Seu Divórcio


Livro: Deus está interessado no seu divórcio

Sou apaixonado pelos bons livros. No momento estou lendo um livro que ao citar seu título para uma pessoa ela quase "caiu de queixo". Trata-se de um livro digital, comprado e baixado instantaneamente. Trata de um assunto interessante: Deus está interessado em seu divórcio. Estou apaixonado pelo livro, pois é daqueles que a gente não quer parar de ler. 
O assunto do divórcio não pode ser discutido apenas por opiniões ou posições teológicas ou sociológicas. Por quê? Em razão da palavra de Deus. A questão não pode ser apenas discutida como errado ou certo. A realidade que leva ao divórcio é muito diversificada, é a soma de desapontamentos, desgastes, falta de perdão, culpa, descuido com a vida espiritual e de outros fatores e atitudes. A questão é que Deus não aprova o divórcio e nem um segundo casamento, porque ele mesmo diz que odeia o divórcio (Malaquias 2:14), mas permite aos seus filhos escolherem o caminho a seguir. Este é o livre-arbítrio dado ao homem. 
Qualquer que seja o caminho, Deus não vai deixar de amar ou de oferecer ajuda a você. O fato é que Deus tem o poder de restaurar. Contudo, se o casamento já foi desfeito, Deus pode transformar o novo momento em algo bom. Por quê? Porque Deus tem habilidade de transformar as coisas que não deveriam ter acontecido em algo que poderá glorificar o nome do d’Ele. Lembra de Davi e Bate-Seba? O valor do casamento é imensurável, tanto que Deus disse que apenas a morte poderia separar marido e mulher. O casamento é o instrumento de Deus para o homem e a mulher aprenderem sobre o relacionamento de Cristo e a igreja. Somente pessoas casadas podem experimentar em vida, simbolicamente, o significado desta união dentro do casamento. Geralmente, o homem é aquele que quer desistir do casamento. A mulher quando procura o divórcio são por motivos bem diferentes em relação às razões do homem. Quando alguém se pergunta: “- Até quando eu tenho que suportar meu casamento?” é porque está realmente considerando a opção do divórcio como possível passo para resolver o problema. Os filhos são, sem dúvida, os que mais sofrem com todo este processo. 
Todos os dias nós precisamos de orientação para as escolhas que temos que fazer, dia após dia, as situações exigem de nós uma decisão. Por que viver ansioso e preocupado? Deus promete ajuda! “Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês.” (1 Pedro 5:7 NTLH). Antes de criar um problema maior, entregue o atual nas mãos de Deus.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

MINISTRAÇÃO DO CULTO DA VIRADA


O QUE NOS TRAZ O ANO DE 2012?

Salmos 37:37 Nota o homem íntegro, e considera o reto, porque há para o homem de paz um porvir feliz.   (Brasileira - sent from CadreBible)

Todo final de ano é uma correria generalizada: preocupação em presentear, preparação para festividades, fazer novos planos, etc.
Sempre a mesma coisa: o ano que vem será melhor.
No entanto, para que as frustrações não ressurjam como em tempos passados, é necessário refletirmos sobre o assunto. O que nos traz 2012, além de se tratar de um ano bissexto – um dia a mais?

1.        Dias para serem vividos intensamente
Moisés no Salmo 90 afirmou-nos uma coisa tremenda e necessária para vivermos intensamente os dias que teremos em 2012: "ensina-nos a contar os nossos dias para que alcancemos coração sábio". Observe os verbos: ensinar - contar - alcançar.

2.        Oportunidades para avançarmos em nossos sonhos
Vale aplicar aqui o que nos revela o salmista: "se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que vem pela dor". Seria interessante lermos o livro: não trabalhe muito, trabalhe certo.

3.        Pessoas para amarmos incondicionalmente
A palavra de Deus afirma categoricamente: "a ninguém devais coisa alguma, exceto o amor". Comece o novo ano de forma mais cortez: cumprimentado as pessoas, distribuindo sorrisos, procurando sempre cooperar para que as pessoas de seu convívio sintam-se bem ao seu lado.
Valorize as pessoas principais da sua vida, a sua família. Seja um promotor da paz e do bem estar de todos.
Faça novas amizades. Compartilhe coisas boas. A Bíblia diz: "chore com quem chora, alegre-se com quem se alegra".

4.        Um tempo para repararmos erros passados
Persistir em atitudes erradas seria errar duplamente; outros afirmam que seria burrice. Nem tudo que fizemos em 2011 deve ser repetido no novo ano, outras coisas precisam ser alteradas, outras apagadas (não é possível apagar o passado, mas podemos impedir sua repetição).
Vamos olhar para frente. Arriscar novos projetos, ou fazer de outros modos. Tenha coragem de dar mais um passo, mesmo que as circunstâncias sejam contrárias.

Conclusão: Depende de cada um de nós sabermos aproveitar 12 meses, 366 dias, 8.784 horas, 527.040 minutos, 31.622.400 segundos. Todos possuem o mesmo tempo. A diferença está no que se faz e como se faz. Faça a diferença.

A Obediência no Falar | Artigos | Chamada

A Obediência no Falar | Artigos | Chamada: Uma pesquisa entre jovens alemães a partir de 14 anos revelou que as pessoas engendram alguma mentira a cada oito minutos. O mais difícil para nós realmente é obedecer com a língua, não é mesmo? Uma língua que não está sob o domínio do Espírito Santo anula qualquer ministério espiritual: “Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã” (Tg 1.26). Clique no título e leia na íntegra.

Peide feliz na seita Universal que o Edir Macedo gosta!


O QUE É ISSO!!!
Confesso que esfreguei meus os olhos, descrente do que lia. Depois fui buscar sinais de trollagem, hackeagem... no site do Macedão... Sei lá! Achei demais da conta, sô!




Meu! É isto mesmo?


O bispo da Universal está usando como metáfora para condenar a inação diante dos problemas o peido? É isto? “bispo” Renato diz:


Muito bem. Aqui vai o que eu gostaria que você fizesse de agora em diante: você vai tratar a dúvida como se fosse o pum do diabo. Todas as vezes que uma dúvida vier a sua mente, você vai reagir como se estivesse num quarto com o diabo e ele tivesse acabado de soltar um pum. Você vai fugir de lá — daquela dúvida — o mais rápido possível. A dúvida é uma das principais razões dos fracassos das pessoas. 


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2012/01/peide-feliz-na-seita-universal-que-o.html#ixzz1k0n0QFc0 
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share AlikePeide feliz na seita Universal que o Edir Macedo gosta!

O deserto não é tão mal como pensam


A Importância do Deserto
Mc 1:3
Introdução: O maior de todos os profetas, João Batista, escolheu desenvolver o seu ministério no deserto. Creio que a escolha foi baseada numa direção divina, que tinha como objetivo fazer com que, tanto João, quanto o próprio povo, tivessem experiências significativas com Deus. Sobre as bênçãos decorrentes do deserto, é que queremos falar nesta ocasião.

1. Um Lugar Para Ouvir a Deus – Hb 3:15
O deserto, para João Batista, representava um lugar especial onde teria condições de se afastar das distrações desta vida, a fim de poder ouvir as ordens de Deus.Todos nós vivemos num mundo agitado, onde nos vemos, muitas vezes, obrigados a correr para cima e para baixo tentando cumprir nossas agendas diárias; mas nem sempre nos damos conta de que tal agitação pode nos distanciar daquele lugar de comunhão, no qual podemos ouvir a suave voz de Deus. Nestas horas é que percebemos o quanto necessitamos tomar a decisão de procurar o "deserto nosso de cada dia", para que ali Ele fale de maneira que possamos ouví-Lo, sem as interferências que, naturalmente, nos rodeiam todos os dias. 
O nosso deserto pode significar um quarto fechado para oração, um tempo recolhido à sós com Deus, ou apenas um lugar e um tempo, quando estar em Sua presença é a coisa mais importante para nós. Se deixarmos de ouvir a Deus em nosso caminhar diário, correremos o risco de perder a direção, a visão e o propósito maior para nossa existência. Por isso, precisamos ouví-Lo.

2. Um Lugar de Renúncia – Mt 16:24
As multidões partiam para o deserto a fim de se encontrar com João e ouvir sua mensagem. Com isso, cada um estava deixando de lado sua casa, seu compromisso, seu conforto, seu trabalho. Tal atitude representava renúncia e despojamento da velha estrutura de vida rotineira, em busca de algo que eles consideravam ser importantes para suas vidas. Cada um estava demonstrando com esse comportamento, a disposição de renunciar algo de valor para obter o que era ainda mais precioso.
Essa experiência nos ensina a não esperar a bênção "em domicílio", mas a valorizá-la a ponto de seguir em sua busca. Os que não estavam dispostos a deixar tudo e partir para o deserto, também não estariam dispostos a deixar posturas erradas para assumir um compromisso com Deus.
Não queremos, com isso, dizer que precisamos "comprar" a bênção de Deus, anulando, assim, a graça que há em Cristo Jesus. É claro que todas as bênçãos nos são concedidas pela graça, e não pelo esforço humano. No entanto, nossas atitudes externas demonstram a intensidade do desejo do nosso coração.

3. Um Lugar Desprovido De Religiosidade – Lc 6:46
Cremos que ao pregar o Evangelho de Deus no deserto, João Batista estava promovendo a ruptura com a hipocrisia dos líderes religiosos de sua época, que dava mais valor às suas vestimentas sacerdotais e objetos sagrados, do que fazer verdadeiramente à vontade de Deus. Muitos queriam impressionar o povo com uma aparência de piedade, mas seus corações estavam vazios de Deus e da sua unção. João Batista chocava a multidão, por que suas vestes não eram semelhantes às de um religioso. Sua comida e sua habitação eram totalmente diferentes do convencional. Mas a sua vida expressava tremendo poder e unção do Alto. 
Com tudo, isso cremos que Deus estava querendo incutir na mente das pessoas, que elas deveriam estar preparadas para receber algo diferente do habitual. O objetivo era o de ajudar o povo a romper com aquela religiosidade infrutífera para que pudesse receber de Deus a verdadeira mensagem, totalmente desprovida de religiosidade, o que faria toda diferença em suas vidas.

Conclusão: O deserto no ministério de João Batista foi um lugar especial onde ele e o povo puderam separar-se para ouvir a voz de Deus, de forma mais clara. Para receberem a mensagem do Altíssimo, as pessoas tiveram de deixar o conforto do lar, demonstrando interesse de renunciar coisas importantes por algo de maior valor: a Palavra de Deus. João Batista vestia-se de forma diferente dos religiosos da época, passando sempre a mensagem de que a verdadeira transformação procede de dentro para fora, e não o contrário, por meio de uma verdadeira atitude de arrependimento.

Tipos de maridos


Não basta conquistar - manter é necessário


CUIDANDO DAS COISAS QUE CONQUISTAMOS
Hebreus 12:15-17

INTRODUÇÃO: Quem luta e batalha por uma conquista precisa ter a consciência que precisa cuidar do que recebeu ou conquistou. Por exemplo: você luta para adquirir um veículo, mas depois precisa cuidar para não estragar ou ser roubado. Assim é com as bênçãos espirituais que recebemos de Deus.

TRANSIÇÃO: O texto diz que eu não posso permitir que ninguém venha me privar da graça de Deus. Nem que dentro de mim brote raiz de amargura para trazer perturbação e malefícios. Há no texto o exemplo de Esaú que por cobiça, necessidade pessoal (fome) e impaciência trocou sua bênção por um prato de sopa. Depois se arrependeu do negócio, mas já era tarde e nem com muito choro conseguiu de volta.

I – SENDO CONSCIENTE DOS PERIGOS
- De ser assaltado – não se esqueça que estamos no mundo e este jaz no maligno, 1 Jo 5:19; o maligno está rugindo como um leão querendo nos tragar, 1 Pe 5:8-9; o maligno vem para roubar, matar e destruir, Jo 10:10.
- De ser iludido – Mateus 24:4 Jesus respondeu: “Cuidado, que ninguém os engane”. O diabo nos tentará seduzir, mas temos que permanecer firmes, 2 Tm 3:14 – “Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu”.
- De tropeçar – 1 Co 10:12 – “Aquele, pois, que pensa estar em pé, cuida para que não caia”. Salmo 20:7, 8 – “Uns confiam em carros e outros em cavalos, mas nós faremos menção do nome do Senhor nosso Deus. Eles se encurvam e caem, mas nós nos levantamos e estamos de pé”.

II – MANTENDO UM MURO DE PROTEÇÃO
- Deus é o melhor refúgio – 2 Sm 22:32-34 “Pois quem é Deus, senão o SENHOR? E quem é rochedo, senão o nosso Deus? Deus é a minha fortaleza e a minha força e ele perfeitamente desembaraça o meu caminho.  Ele deu a meus pés a ligeireza das corças e me firmou nas minhas alturas”.
- Faça alianças de comunhão – Ec 4:9-12 “Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.  Porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante.  Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará?  Se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; o cordão de três dobras não se rebenta com facilidade”.
- Vigie as portas e janelas – Mt 26:41 “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca”.

III – DANDO O REAL VALOR
- Tudo o que conquistamos tem um preço – muitos pagaram o preço junto com você para que a bênção viesse: jejum, oração, horas de trabalho, muito esforço e investimento financeiro. Não volte atrás, mas avance.
- O que recebi é um meio de chegar a outras conquistas – o poder de Deus é ilimitado. Ele tem muito mais para você: “Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes” (Jeremias 33:3).
- O desprezo às bênçãos pode custar muito caro – se você receber algo e desprezar, quando for buscar de volta poderá ser muito mais difícil. Em 1 Tm 4:14 diz: “Não te faças negligente para com o dom que há em ti, o qual te foi concedido mediante profecia, com a imposição das mãos do presbitério”.

CONCLUSÃO: “Não temas o pavor repentino, nem a arremetida dos perversos, quando vier. Porque o SENHOR será a tua segurança e guardará os teus pés de serem presos” (Provérbios 3:25-26 RA).

A honra em servir bem


A maior honra que podemos alcançar é servir fielmente ao Senhor. O serviço está ligado a uma atitude prática da vida cristã. Servo não é um título que se ganha, mas sim um estilo de vida de entrega total a Deus como Jesus ensinou:

“Então Jesus chamou-os para junto de si e lhes disse: Sabeis que os governantes dos gentios os dominam, e os seus poderosos exercem autoridade sobre eles. Não será assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se poderoso entre vós, seja esse o que vos sirva; e quem entre vós quiser ser o primeiro, será vosso servo, a exemplo do Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e para dar a vida em resgate de muitos” (Mt 20:25-28).

Temos que nos conscientizar  com respeito à urgência em relação ao mundo sobre a salvação que há, unicamente, em Cristo Jesus, para então, levarmos as boas novas para aqueles que ainda não o conhecem. Nossa oração deve ser: "Senhor, usa-me para tua glória e para edificação do teu reino". Esse desejo deve nos incomodar todos os dias, deve ser o clamor do nosso coração.

Moisés, o grande legislador, falou com Deus: "perdoa esse povo, ou então, risca-me do teu livro".
O missionário Jorge Whitefield orava: "dá-me almas, ou tira a minha".
Outro servo dedicado a Deus, John Knox, pedia: “Dá-me a Escócia, ou eu morro”.

Essas não são palavras de desesperos existenciais, mas de compromisso com a salvação dos pecadores. Quem ganha almas sábio é.

A promessa divina é: "Pede-me e eu te darei as nações por herança, e os confins da terra por tua possessão" (Sl 2:8).

Ser cristão...

Ser cristão é fazer o que Jesus fez, é viver como ele viveu. O desafio está lançado a resposta é sua. Quem é discípulo não impõe condições: obedece e imita seu Mestre, 1 Co 11:1.

"Aquele que diz que está nele (em Jesus) também deve andar como Ele andou" (I Jo 2:6). 

Vigilância diante dos desafios

Todos nós podemos sentir-nos oprimidos e desafiados diante das mais diversas circunstâncias da vida. No entanto, Deus não permite sermos provados além do que podemos suportar, pois junto com a provação, Ele nos dará o escape, 1 Co 10:13. É claro que a maioria dos nossos dissabores são consequências das nossas atitudes impensadas diante dos desafios, e por não tomarmos o devido cuidado diante da observação dos princípios revelados na Palavra de Deus. Como diz o Senhor: o meu povo perece por falta de conhecimento.

"Errais não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus" (Jesus).

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Como agir diante das falsas acusações


COMO AGIR DIANTE DAS FALSAS ACUSAÇÕES?
Daniel 6:1-22

INTRODUÇÃO: Ninguém recebeu mais acusações injustas e perseguições que o próprio Jesus. No entanto, quando Ele estava pendurado na cruz, dos seus lábios surgiu uma frase inesquecível: “Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”!

A Bíblia revela em – que vários homens levaram uma mulher até Jesus, acusando-a de adultério (note bem: tratava-se de acusação). Jesus disse: “quem não tiver pecado, atire a primeira pedra”. Todos se retiraram e ficou apenas a mulher, ao que Jesus lhe perguntou: “onde estão os teus acusadores?” Não havia sobrado ninguém. Todos se retiraram, desde o maior até o menor. É muito fácil acusar – o difícil é provar!

TRANSIÇÃO: O texto básico mostra que Daniel, um homem honesto, zeloso dos bons princípios e temente a Deus encontrou muitos inimigos no governo do rei Dário. Esses inimigos vasculharam a sua vida sem nada encontrar que o desabonasse. Como do inimigo se pode esperar sempre um novo e surpreendente ataque, então resolveram atacar na área espiritual. Eles sabiam que por se tratar de um homem fiel a Deus e digno em nada poderiam acusar-lhe, no entanto, devido a sagacidade inimiga, essa poderia ser uma arma fatal se levada para o lado religioso, uma vez que viviam num país pagão – e julgavam que Daniel continuaria fiel, não iria negar a sua fé. Não é nada fácil ser acusado injustamente, no entanto, quando sofremos esse tipo de situação precisamos agir com sabedoria:

I - O SILÊNCIO É UMA BOA RESPOSTA PARA FALSAS ACUSAÇÕES, Lm 3:26

Daniel era um dos três principais administradores de Dario. Trabalhava junto a outros que não criam no seu Deus, mas era mais eficiente que os demais. Desta forma, atraiu a atenção e o respeito do rei. Também atraiu o ciúme dos demais líderes. Como estes nada encontravam para criticar nas áreas moral e cívica, resolveram atacar na área da fé: “Todos os que querem viver piamente em Cristo padecerão perseguições”.
Se for este o tipo de crítica que você enfrenta, fique feliz, jamais perca o ânimo, Jo 16:33 - talvez sua fé seja a única coisa que encontraram para criticar! Responda ficando firme na sua fé, e por ela vivendo. Lembre-se que Deus está no controle, lutando as suas batalhas. Jesus disse em Mateus 5:11-12 que “bem aventurados sois vós quando vos injuriarem, perseguirem e mentindo disserem todo mal contra vós por minha causa. Exultai e alegrai-vos porque é grande o vosso galardão nos céus, pois assim perseguiram os profetas que foram antes de vós”.

II - A ORAÇÃO É UMA RESPOSTA EFICAZ À ACUSAÇÃO, Sl 35:20-24

Este é um salmo é um ardente clamor por justiça, uma vez que seu escritor pede a Deus que lide com inimigos. Este tipo de salmo soa duro, mas devemos nos lembrar que:
(1) Davi fugia de homens que desejavam matá-lo injustamente. Sendo Davi o ungido de Deus sobre Israel, chamado para destruir seus inimigos, ele não compreendia a situação.
(2) O clamor de Davi por justiça era sincero. Não se tratava de sede de vingança. Ele buscava realmente o ideal perfeito de Deus para seu povo.
(3) Davi não chamou a vingança para si: deixou para Deus.
(4) Este tipo de salmo usa a hipérbole (exagero). Seu alvo é motivar-nos a tomar posição firme contra o pecado e o mal.
Se você entregar a Deus os seus acusadores, você não estará rogando-lhes pragas, mas transferindo a justiça para Deus. No Salmo 37, o salmista clama por justiça e precisamos crer no que diz: “entrega... confia... e o mais Ele fará. Ele fará sobressair a tua justiça como o meio dia” (v. 5, 6). E, além do mais, a acusação sendo injusta, cumprir-se-á na sua vida o Salmo 23:4-6.

III - A ALEGRIA É UMA RESPOSTA EFICAZ À ACUSAÇÃO, Mt 5:11

Jesus disse para ficarmos alegres quando formos acusados. A perseguição pode ser uma coisa boa porque:
(1) desvia nossos olhos das recompensas terrenas - vemos que não podemos nos ater apenas ao material e temporal, mas principalmente aos valores espirituais e eternos.
(2) expõe a fé superficial - apenas uma fé verdadeira resiste nessas horas.
(3) fortalece a fé dos que persistem - aqueles que sofrem, alcançam uma maturidade maior e promovem uma maior glória ao Rei dos reis.
(4) serve de exemplo para outros - muitos vencerão aprendendo com o exemplo de vitória e superação de outros.
É bom saber que muitos dos grandes profetas de Deus foram perseguidos (Elias, Jeremias, Daniel). Nossa perseguição demonstra que somos fiéis. Deus premiará os fiéis ao abrir-lhes a porta do céu, onde não haverá mais perseguição, Hb 11:6.

CONCLUSÃO: Deus promete ajudar os perseguidos e trazer o juízo para os perseguidores que não se arrependerem. Davi clamou a Deus para que o defendesse quando se encontrava acusado injustamente. Quando clamamos a Deus por justiça, estamos orando como Davi. Se você for injustamente acusado, sua primeira reação poderá ser pela vingança, ou responder detalhadamente às acusações, mas não faça isso, pois baixar ao nível dos inimigos significa ser igual a eles. Peça a Deus que lute a sua batalha. Ele fará com que a tua justiça brilhe como o meio dia, Sl 37:5-6.

Mais tipos de crentes - ufa!


Mais tipos de crentes


terça-feira, 17 de janeiro de 2012

A Importância de Deus no trabalho


A IMPORTÂNCIA DE DEUS NO TRABALHO

Salmo 128

INTRODUÇÃO: Todos querem ser bem sucedidos em suas realizações. Trabalha-se visando não só o sustento pessoal e familiar, mas também o crescimento profissional, bem como, financeiro. Muitos têm atribuído ao trabalho adjetivos negativos, como se fosse uma maldição ao ser humano, mas o sucesso só vem com muito empenho ao trabalho. Salomão, em sua sabedoria, afirmou: “O desejo do preguiçoso o mata, porque as suas mãos recusam trabalhar” (Pv 21:25).

TRANSIÇÃO: O texto básico desta ministração é considerado o Salmo da família, mas sabemos que o sustento e prosperidade da família estão ligados ao empenho no trabalho. Somente uma família cujo pai está desempregado é que sabe dizer o quanto o trabalho está diretamente ligado ao sucesso familiar. Para que o trabalho seja abençoado é preciso considerar pelo menos três fatores:

I – TUDO QUANTO FIZER SEJA PARA GLÓRIA DE DEUS
  1. Cl 3:17 “E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai”. Não se glorifica a Deus somente orando, cantando ou aclamando em reuniões da igreja, mas também nas ações, tanto em casa, quanto no trabalho, ou em qualquer lugar em que estivermos. Afinal somos luz, isto é, marcamos presença com boas ações e atitudes positivas.
  2. Na maior competição brasileira de automobilismo, em sua principal corrida, a corrida do milhão (de dólares) que ocorreu neste domingo 31/08/2008, Valdeno Brito, atribuiu a sua vitória principalmente a Jesus, a quem glorificou por tê-lo tirado das trevas. Claro que foi com muito empenho dele e da equipe, mas  com a bênção de Deus.
  3. Para que Deus seja glorificado em tudo quanto fizermos, convém observar o que o rei Jeosafá ordenou aos seus oficiais: “E deu-lhes ordem, dizendo: Assim fazei no temor do Senhor, com fidelidade, e com coração íntegro (2 Cr 19:9).
o se glorifica a Deus somente orando, cantando ou aclamando em reuni4747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747474747
II – TUDO QUANTO FIZER FAÇA DE TODO CORAÇÃO
  1. Cl 3:23 “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração”. Fazer as coisas de “todo o coração” significa empenho e capricho. Paulo disse a Tito como ele deveria se comportar: “Em tudo te dá por exemplo de boas obras” (Tt 2:7).
  2. Em Ec 9:10 diz que “tudo quanto te vier à mão para fazer, faça conforme as suas forças”. Não seja negligente no seu trabalho, pois dali sai o seu sustento. E se você fizer com boa vontade, com certeza, colherá frutos bons.
  3. Fazer as coisas de qualquer maneira resulta em maldição: “Maldito aquele que fizer a obra do Senhor relaxadamente” (Jr 48:10).
  4. Uma vez que todos querem ser abençoados e prósperos, então seja caprichoso e faça tudo da melhor maneira possível e Deus vai abrir novos horizontes para sua vida.

III – TUDO QUANDO FIZER CREIA QUE DEUS ABENÇOARÁ
  1. Não vivas a amaldiçoar o trabalho, pois ele pode te dignificar. Ao firmar um contrato de trabalho, ore para que Deus abençoe. Ao sair para trabalhar, peça a Deus para te dar forças e sabedoria para poder alcançar êxito.
  2. O homem ou mulher que tem prazer em servir a Deus e observar a Sua Palavra será bem sucedido: “tudo quanto fizer prosperará” (Sl 1:3).
  3. O resultado do trabalho não está na quantidade do tempo empenhado, mas na qualidade, portanto creia na bênção de Deus: “Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela. Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono” (Sl 127:1-2).

CONCLUSÃO: Paulo adverte aos trabalhadores: “Todos os servos que estão debaixo do jugo estimem a seus senhores por dignos de toda a honra, para que o nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados. E os que têm senhores crentes não os desprezem, por serem irmãos; antes os sirvam melhor, porque eles, que participam do benefício, são crentes e amados. Isto ensina e exorta” (1 Tm 6:1-2). 

O Valor do Reino dos Céus




O VALOR DO REINO DOS CÉUS
Mt 13:44-51
INTRODUÇÃO: Se Deus fosse cobrar o ingresso nos céus, quanto Ele deveria cobrar? Quanto você acha que vale um ingresso para entrar no céu? Quanto é que vale a salvação? Quanto é que vale uma alma? Jesus falou “que adianta um homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma”.
Temos visto a pouca importância que as pessoas estão dando a sua vida, a sua alma e consequentemente não se interessam pelo Evangelho, pela Salvação em Jesus, pelo Reino de Deus.
TRANSIÇÃO: O texto básico nos fala sobre o Reino de Deus. Ele é comparado a coisas que precisamos considerar para que não sejamos reprovados no final. Mt 6:33 diz que devemos buscar o Reino de Deus em primeiro lugar. Foi o próprio Jesus que nos deu essa orientação. Deus deve ser o primeiro em nossa vida. Antes mesmo da família, trabalho, negócios, etc., pois todas essas coisas para serem bem sucedidas vão depender de Deus.
Você se importa com o Evangelho, com o Reino de Deus? Você valoriza a sua vida, a sua alma? Nesta lição vamos analisar o valor do Reino de Deus.

I - O REINO DOS CÉUS É COMO UM TESOURO ESCONDIDO – Mt 13:44

Nos dias de Jesus, a lei determinava a compra da terra para que alguém pudesse procurar nela algum tesouro. Concentremo-nos no tesouro em si, a fim de compreendermos essa parábola.
Você acaba de descobrir a existência de um grande tesouro que é Jesus, agora a grande questão é saber o quanto você está disposto a “pagar” não em termos monetários, mas em termos de fé, obediência e compromisso para adquirir esse tesouro? Muitos vivem apegados às riquezas, aos prazeres carnais, aos compromissos com o mundo corrupto e perverso, aos enganos religiosos e filosóficos, mas é preciso “se desfazer” (abandonar algumas coisas, desapegar-se de outras e apegar-se ao verdadeiro tesouro) para adquirir o ingresso no Reino dos Céus!
O Tesouro do Reino dos Céus foi revelado à você e agora é comprar ou perder, qual será sua decisão? O seu investimento é a fé, Jo 3:18-19.

II - O REINO DOS CÉUS É COMO UMA PÉROLA VALIOSA – Mt 13:45-46

Jesus comparou o Reino de Deus à uma pérola de grande valor disponível ao homem que entendesse de “pérola” e que sabendo reconhecer o valor de uma pérola rara, se esforçaria para adquiri-la.
Hoje você encontrou essa “pérola rara de grande valor”! Essa Pérola é Jesus, é o Reino de Deus! E ela está a sua disposição.
Você precisará colocar essa “Pérola Rara” como superior a tudo o que você tem, a tudo o que você conseguiu juntar até hoje em termos espirituais e morais.
Quando o apóstolo Paulo encontrou essa pérola, considerou tudo o que possuía como sem valor (Fl 3:8). Você precisa fazer o mesmo para adquirir essa pérola que é Jesus e assim entrar no Reino dos Céus, pois tudo o que possuímos, todos os nossos bens, não tem valor diante do Reino dos Céus e não compram a nossa salvação!
Devemos, portanto, colocar esta pérola em nosso coração, pois “onde estiver o nosso tesouro, aí deve estar o nosso coração” Mt. 6:21
III - O REINO DOS CÉUS É COMO UMA REDE LANÇADA AO MAR – Mt 13:47-51
Jesus falou também que o Reino de Deus é como uma rede, que ao ser lançada e puxada do mar traz todos os tipos de peixes. Isto mostra que deverá haver uma separação entre os bons e os ruins.
A Igreja, como instituição visível, é composta de todos os tipos de pessoas, Mt 7:21. Jesus disse que poderíamos reconhecer os verdadeiros cristãos através dos frutos, mas somente Ele sabe, de fato, quais são os verdadeiros servos de Deus. No entanto, a ninguém devemos julgar, a menos que a Palavra de Deus as julgue.
Jesus questionou ao povo da sua época sobre o porque eles o chamavam de Senhor, mas não obedeciam, Lc 6:48. Isto mostra um dos pontos cruciais daqueles que não irão ser salvos – não têm como negar o senhorio de Cristo, portanto o chamam de senhor, mas também não obedecem a Sua Palavra. Esse reconhecimento não resolve nada. Temos que obedecer a mensagem de Jesus, porque no final, inevitavelmente, haverá uma separação, Mt 24:31; 25:31-32.

CONCLUSÃO: Através das células, das reuniões de discipulado e dos cultos realizados na igreja anunciamos o Valor do Reino dos Céus. Você tem dado o devido valor ao Reino de Deus?

Hb 3:12-15 diz: “Vede, irmãos, que nunca se ache em qualquer de vós um perverso coração de incredulidade, para se apartar do Deus vivo; antes exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; porque nos temos tornado participantes de Cristo, se é que guardamos firme até o fim a nossa confiança inicial; enquanto se diz: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais os vossos corações, como na provocação”.

Vida com propósito


UMA VIDA DE PROPÓSITO DEFINIDO
Sl 27:4

INTRODUÇÃO: Você tem um pedido que faz para Deus freqüente e persistentemente? O Senhor se compromete graciosamente em responder a todos aqueles que o buscam com todo o seu coração: "Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração" (Jr 29.13). Pessoas de propósitos definidos não são aquelas que batem à porta apenas uma vez e depois vão embora, mas são aquelas que continuam buscando e pedindo até que o anseio do seu coração seja saciado. "Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos" (Mt 5.6).

TRANSIÇÃO: De acordo com o texto básico Davi tinha um propósito definido. Ele sabia o que queria e pelo que ele lutaria. Sua oração mais apaixonada era para que tivesse comunhão mais íntima e conhecimento mais profundo de Deus. Em todas as situações que ocupavam sua vida, ele era um homem de "uma só coisa". Esta singularidade de coração também caracterizava Maria, que escolheu uma só coisa, a única necessária (Lc 10:39,42), e o apóstolo Paulo, cujo alvo na vida podia ser sintetizado com a frase "uma coisa faço" (Fp 3:13,14). Davi não parou depois de fazer sua petição uma vez. Ele persistiu no seu desejo por mais de Deus. O que Davi queria?

1 – Davi queria MORAR na casa do Senhor

Não era um pedido para levar seus móveis e utensílios para a igreja. Era um desejo de coração de estar na presença de Deus.
No Antigo Testamento, Deus se revelava num templo físico feito com mãos humanas. Na Nova Aliança, seu próprio povo constitui seu santuário formado pelo seu Espírito (Ef 2:19-22).
Deus, na sua presença manifesta, habitando no meio do seu povo, certamente saciará o anseio de qualquer homem ou mulher de uma só coisa. Suas orações expressam este apaixonado clamor de coração?

2 – Davi queria CONTEMPLAR a beleza do Senhor

A palavra "contemplar" transmite a idéia de fixar o olhar. E para onde se concentrava seu olhar? Na beleza de Deus, ou literalmente, no seu encanto ou deleite.
Isto é o que aconteceu com Maria aos pés de Jesus, fixando o olhar nos olhos dele, ouvindo atentamente cada uma de suas palavras (Lc 10:39-42).
Isto é retratado em Moisés clamando: "Rogo-te que me mostres a tua glória" (Êx 33:18). E o que Deus ofereceu a Moisés como resposta? "Farei passar toda a minha bondade diante de ti" (v. 19). Enquanto a glória resplendente de Deus passou diante de Moisés, o Senhor proclamou as qualidades da sua natureza (Êx 34:6,7).
A confiança de Davi fluía do seu enfoque na bondade de Deus (Sl 27:13,14).
Para os homens e mulheres de uma só coisa, fixar os olhos na bondade de Deus é o antídoto ao desespero que pode vir enquanto esperam para contemplar a presença e o poder de Deus enchendo sua igreja.

3 - Davi queria APRENDER no templo do Senhor

Esta terceira parte do pedido de Davi era para inquirir ou investigar. Ele não está contente com o que já conhece de Deus – ele queria mais.
Fundamentado na bondade de Deus, o anseio de ver Deus manifestar sua presença entre seu povo é uma das grandes motivações para se investigar Deus nas Escrituras e continuamente inquirir de Deus através da oração.
Tornar-se um homem ou mulher de uma só coisa, porém, implica em alinhar sua vida com Deus e com a paixão espiritual que ele já plantou em sua vida, não importa quão pequena a chama ainda esteja.
Comece a sentar-se aos pés de Jesus e ouça sua palavra. Esta é a uma coisa que é necessária. Priorize sua vida para seguir ao Senhor com mais fidelidade. Escolha isto como "uma coisa faço" na sua vida. E veja se a uma coisa que está pedindo e buscando do Senhor é para receber mais do próprio Deus.

CONCLUSÃO: Ser um homem ou mulher de uma só coisa não significa uma vida livre de problemas. Davi tinha seus inimigos (Sl 27.1-3), Maria tinha suas tristezas e tragédias (Jo 11.17,32), Paulo tinha seus impedimentos (2 Co 12.7). No entanto, a Palavra afirma que “se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar, buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14).