terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Vida com propósito


UMA VIDA DE PROPÓSITO DEFINIDO
Sl 27:4

INTRODUÇÃO: Você tem um pedido que faz para Deus freqüente e persistentemente? O Senhor se compromete graciosamente em responder a todos aqueles que o buscam com todo o seu coração: "Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração" (Jr 29.13). Pessoas de propósitos definidos não são aquelas que batem à porta apenas uma vez e depois vão embora, mas são aquelas que continuam buscando e pedindo até que o anseio do seu coração seja saciado. "Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos" (Mt 5.6).

TRANSIÇÃO: De acordo com o texto básico Davi tinha um propósito definido. Ele sabia o que queria e pelo que ele lutaria. Sua oração mais apaixonada era para que tivesse comunhão mais íntima e conhecimento mais profundo de Deus. Em todas as situações que ocupavam sua vida, ele era um homem de "uma só coisa". Esta singularidade de coração também caracterizava Maria, que escolheu uma só coisa, a única necessária (Lc 10:39,42), e o apóstolo Paulo, cujo alvo na vida podia ser sintetizado com a frase "uma coisa faço" (Fp 3:13,14). Davi não parou depois de fazer sua petição uma vez. Ele persistiu no seu desejo por mais de Deus. O que Davi queria?

1 – Davi queria MORAR na casa do Senhor

Não era um pedido para levar seus móveis e utensílios para a igreja. Era um desejo de coração de estar na presença de Deus.
No Antigo Testamento, Deus se revelava num templo físico feito com mãos humanas. Na Nova Aliança, seu próprio povo constitui seu santuário formado pelo seu Espírito (Ef 2:19-22).
Deus, na sua presença manifesta, habitando no meio do seu povo, certamente saciará o anseio de qualquer homem ou mulher de uma só coisa. Suas orações expressam este apaixonado clamor de coração?

2 – Davi queria CONTEMPLAR a beleza do Senhor

A palavra "contemplar" transmite a idéia de fixar o olhar. E para onde se concentrava seu olhar? Na beleza de Deus, ou literalmente, no seu encanto ou deleite.
Isto é o que aconteceu com Maria aos pés de Jesus, fixando o olhar nos olhos dele, ouvindo atentamente cada uma de suas palavras (Lc 10:39-42).
Isto é retratado em Moisés clamando: "Rogo-te que me mostres a tua glória" (Êx 33:18). E o que Deus ofereceu a Moisés como resposta? "Farei passar toda a minha bondade diante de ti" (v. 19). Enquanto a glória resplendente de Deus passou diante de Moisés, o Senhor proclamou as qualidades da sua natureza (Êx 34:6,7).
A confiança de Davi fluía do seu enfoque na bondade de Deus (Sl 27:13,14).
Para os homens e mulheres de uma só coisa, fixar os olhos na bondade de Deus é o antídoto ao desespero que pode vir enquanto esperam para contemplar a presença e o poder de Deus enchendo sua igreja.

3 - Davi queria APRENDER no templo do Senhor

Esta terceira parte do pedido de Davi era para inquirir ou investigar. Ele não está contente com o que já conhece de Deus – ele queria mais.
Fundamentado na bondade de Deus, o anseio de ver Deus manifestar sua presença entre seu povo é uma das grandes motivações para se investigar Deus nas Escrituras e continuamente inquirir de Deus através da oração.
Tornar-se um homem ou mulher de uma só coisa, porém, implica em alinhar sua vida com Deus e com a paixão espiritual que ele já plantou em sua vida, não importa quão pequena a chama ainda esteja.
Comece a sentar-se aos pés de Jesus e ouça sua palavra. Esta é a uma coisa que é necessária. Priorize sua vida para seguir ao Senhor com mais fidelidade. Escolha isto como "uma coisa faço" na sua vida. E veja se a uma coisa que está pedindo e buscando do Senhor é para receber mais do próprio Deus.

CONCLUSÃO: Ser um homem ou mulher de uma só coisa não significa uma vida livre de problemas. Davi tinha seus inimigos (Sl 27.1-3), Maria tinha suas tristezas e tragédias (Jo 11.17,32), Paulo tinha seus impedimentos (2 Co 12.7). No entanto, a Palavra afirma que “se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar, buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Cr 7:14).
Postar um comentário