sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Necessidade do Novo Nascimento

Por que uma pessoa precisa nascer de novo?

Texto: Romanos 3.9-20

Introdução: Deus formou o homem e mantinha comunhão constante com ele até que houve a desobediência à Sua Palavra, a partir daí o homem passou a se esconder de Deus. Toda desobediência traz suas consequências. Deus também afirmou que essa desobediência resultaria em morte. Para que haja vida abundante novamente Jesus falou sobre um novo nascimento.


Transição: O texto básico mostra o quadro de todo homem sem Deus, isto é em seu estado natural. Esse texto vai relatar a situação resultante de uma vida pecaminosa. De acordo com o texto somente um ato sobrenatural pode mudar a situação. Jesus falou que aquele que nasce da carne é carne. Religiosidade não é uma resposta satisfatória a Deus. É preciso uma ação sobrenatural do Espírito Santo. Razões pelas quais todos precisam nascer de novo:

1. Porque a consciência humana é corrompida, vs. 10-11
Paulo descreve o câncer do pecado que tem afetado e corrompido a raça humana:
“Não há um justo, nenhum sequer” (v.10). Veja também Sl 14.1-3.
“Não há quem entenda” (v. 11a).
“Não há ninguém que busque a Deus” (v. 11b). Veja Sl 53.1.

2. Porque o caráter humano é corrompido, v. 12
Paulo mostra o estado miserável que a raça humana se encontra:
“todos se extraviaram” (v. 12a) – afastaram-se do caminho certo.
“Juntamente se fizeram inúteis” (v. 12b) – perderam-se do caminho.
“Não há quem faça o bem, não há nem um só” (v. 12c) – desviaram-se do bom caminho.

3, Porque as conversações humanas são corrompidas, vs. 13-14
“A sua boca é um sepulcro aberto” (v. 13a). Veja ainda Sl 140.1-3.
“tratam enganosamente” (v. 13b). Veja Sl 5.9.
“peçonha de áspide (secreção venenosa) está debaixo dos seus lábios” (v. 13c).
“boca cheia de maldição” (v. 14). Veja Sl 10.7.
“boca cheia de amargura” (v. 14).

4. Porque a conduta humana é corrompida, vs. 15-18
“pés ligeiro para derramar sangue inocente” (v. 15). Veja Is 59.7-8.
“em seus caminhos há destruição e miséria” (v. 16).
“não conhecem o caminho da paz” (v. 17).
“não há temor de Deus diante dos seus olhos” (v. 18).

Conclusão: Paulo declarou que, tanto judeu como gentio pecaram contra Deus, v.9b. Desta forma tanto judeu como gentio são culpados perante Deus, vs. 19-20.
Rm 4.6-8 Assim também Davi fala da bem-aventurança do homem a quem Deus atribui a justiça sem as obras, dizendo: Bem-aventurados aqueles cujas iniquidades são perdoadas, cujos pecados são cobertos. Bem-aventurado o homem a quem o Senhor nunca atribuirá o pecado”.
Postar um comentário