terça-feira, 24 de agosto de 2010

O que é tentação?

Lc 4:1-13

Introdução: A tentação não é algo moderno, mas tão antigo quanto à raça humana. Segundo Edwin D. Roels, a tentação parece algo interminável, pois quando termina uma, logo surge outra. A tentação não é originada em Deus, mas em Satanás que se aproveita das nossas tendências carnais.

"Quando alguém for tentado, não diga: “Esta tentação vem de Deus.” Pois Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo não tenta ninguém. Mas as pessoas são tentadas quando são atraídas e enganadas pelos seus próprios maus desejos. Então esses desejos fazem com que o pecado nasça, e o pecado, quando já está maduro, produz a morte" (Tiago 1:13-15, NTLHE).

1 - A tentação é uma proposta para satisfação do ego, v. 3

Satanás disse a Jesus: “Se tu és o filho de Deus, transforme essa pedra em pão”. Jesus era verdadeiramente o filho de Deus. Outra verdade é que Ele estava com fome naquela situação. Egoísta é alguém “Interesseiro; que ama só a si mesmo, sem se importar com os outros” (Dicionário Bíblico de Almeida – SBB).

A Bíblia nos adverte que, dentre tantas características deformadas do caráter humano nos últimos dias, o egoísmo será a primeira delas: “pois muitos serão egoístas...” (2 Tm 3:2).

O egoísmo precisa ser crucificado. Paulo afirmou: “eu já estou crucificado com Cristo, e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim” (Gl 2:20).

2 - A tentação é uma proposta de negociação enganosa, v. 6

Satanás queria negociar com Jesus: “Tudo isso te darei se prostrado me adorares”. Segundo o Dicionário da Bíblia de Almeida (SBB) tentação significa “Atração para fazer o mal por esperança de obter prazer ou lucro”. Satanás nada pode nos proporcionar de bom, pois seu propósito é roubar, matar e destruir, Jo 10:10. Nem perca tempo com suas insinuações e propostas. Veja o que disse o apóstolo Pedro: "Estejam alertas e fiquem vigiando porque o inimigo de vocês, o Diabo, anda por aí como um leão que ruge, procurando alguém para devorar. Fiquem firmes na fé e enfrentem o Diabo porque vocês sabem que no mundo inteiro os seus irmãos na fé estão passando pelos mesmos sofrimentos" (1 Pedro 5:8-9, NTLHE).

Há uma advertência bíblica aos que pensam apenas nos lucros e vantagens materiais: "Porém os que querem ficar ricos caem em pecado, ao serem tentados, e ficam presos na armadilha de muitos desejos tolos, que fazem mal e levam as pessoas a se afundarem na desgraça e na destruição. Pois o amor ao dinheiro é uma fonte de todos os tipos de males. E algumas pessoas, por quererem tanto ter dinheiro, se desviaram da fé e encheram a sua vida de sofrimentos" (1 Timóteo 6:9-10, NTLHE).

3 - A tentação é uma proposta desafiadora para nossa fé, vs. 9-11

Satanás disse: “lança-te daqui abaixo, pois está escrito...”. Ele quer usar as Sagradas Escrituras, pois sabe que acreditamos nela, no entanto, ele a apresenta apenas por pretexto, isto e, totalmente fora de contexto.

Há uma promessa divina: “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar” (1 Co 10:13).

É necessário que sejamos firmes na fé até que se complete o tempo da trajetória de provações: "Vocês precisam ter paciência para poder fazer a vontade de Deus e receber o que ele promete. Pois, como ele diz nas Escrituras Sagradas: Um pouco mais de tempo, um pouco mesmo, e virá aquele que tem de vir; ele não vai demorar. E todos aqueles que eu aceito terão fé em mim e viverão. Mas, se uma pessoa voltar atrás, eu não ficarei contente com ela. Nós não somos gente que volta atrás e se perde. Pelo contrário, temos fé e somos salvos" (Hebreus 10:36-39, NTLHE).

Conclusão: O que podemos ver no fato da tentação de Jesus é o que fora dito pelo escritor sagrado aos Hebreus: "Isso quer dizer que foi preciso que Jesus se tornasse em tudo igual aos seus irmãos a fim de ser o Grande Sacerdote deles, bondoso e fiel no seu serviço a Deus, para que os pecados do povo fossem perdoados. E agora Jesus pode ajudar os que são tentados, pois ele mesmo foi tentado e sofreu; O nosso Grande Sacerdote não é como aqueles que não são capazes de compreender as nossas fraquezas. Pelo contrário, temos um Grande Sacerdote que foi tentado do mesmo modo que nós, mas não pecou. Por isso tenhamos confiança e cheguemos perto do trono divino, onde está a graça de Deus. Ali receberemos misericórdia e encontraremos graça sempre que precisarmos de ajuda" (Hebreus 2:17-18; 4:15-16, NTLHE).

Pastor Wanderley da Silva

Igreja Presbiteriana Renovada

São José - SC

Postar um comentário