domingo, 8 de agosto de 2010

Metas Fundamentais da paternidade

Felizes os filhos que possuem pais tementes a Deus, e que os honram, como lhes convém. A verdadeira paternidade inicia-se em Deus. Ele é o autor da família. Quem, além dele, é melhor para nos guiar a uma paternidade segura?


Em Genesis 1:26-28 vemos Deus criando o homem – sua primeira frase ao homem foi sobre paternidade: “sejam férteis, multipliquem-se”.

I. Reproduzir a natureza intrínseca dos pais nos filhos

Da união de um casal (macho e fêmea) nasce alguém semelhante. Macho e fêmea, não apenas no sentido genético, mas comportamental.

II. Reproduzir o caráter dos pais nos filhos

Os filhos devem ser o reflexo do caráter dos pais. Por isso, muitas advertências aos pais sobre o exemplo que deve ser dado aos filhos – criando-os na doutrina e admoestação do Senhor.

III. Reproduzir o comportamento dos pais nos filhos

Comportamento tem a ver com bons modos, educação, modo de falar e agir. Filho de pais que vivem gritando, com certeza, vão aprender a refletir gritos.

Conclusão: Que cada pai consiga cumprir seu propósito, bem como cada filho tenha disposição de honrar seus pais, pois isto é digno no Senhor.
Postar um comentário