sexta-feira, 22 de junho de 2012

Discipulado é Orientação - Não Imposição

Discipulado não quer dizer manipular ou controlar a vida de alguém. A obra precisa ser comandada pelo Espírito Santo. Se o discípulo não se conscientizar que precisa seguir as diretrizes estabelecidas, nada poderá ser feito. 

Caim estava contrariado, pelo fato da espiritualidade de seu irmão Abel ser aprovada por Deus. Ele, representando os "cristãos carnais", os "sem compromisso", os "faço do jeito que quero", um discípulo ainda imaturo, encontrava-se envolvido por sentimentos maus. Deus veio até ele para avisá-lo sobre seu péssimo sentimento, mas ele não deu ouvido a Palavra de Deus. Foi advertido que o responsável por dominar o sentimento negativo que o envolvia, era ele mesmo. 

Mudar a nossa atitude em relação a uma situação é muito importante. A vida é feita de escolhas, toda situação sempre oferece escolha. Você escolhe como reagir a ela. Pertence a mim e a você, a escolha de como iremos reagir aos problemas e circunstâncias da vida. As nossas reações e escolhas diante dos diversos momentos desta vida, determinam nosso sucesso ou fracasso. 

É nossa escolha desistir ou prosseguir, amar ou odiar, optar pelo animo ou desânimo, esperar ou desesperar-se, viver contente em toda e qualquer situação ou escolher a murmuração, suportar tudo e acomodar-se ou reagir em busca de melhora e mudanças positivas. As nossas escolhas determinam o sucesso ou fracasso. Tanto a derrota como a vitória de um cristão começam com o tipo de escolha que este faz. 

Como um abismo chama outro, ele desobedeceu as orientações divinas e completamente dominado pelo mal tomou a triste resolução de matar seu irmão. Estabeleceu uma maldição sobre si e sobre a terra e, com certeza, vivia com medo e errante pela vida.

Obediência a Deus é sinônimo de vida abundante, bênção, sucesso. Desobediência é geradora de maldições, miséria, desgraça. Jesus veio dar vida abundante, mas o diabo veio para roubar, matar e destruir, Jo 10:10.

O discipulador deve ser o maior incentivador do discípulo; deve também adverti-lo diante de situações e atitudes reprováveis, mas a decisão é sempre do discípulo. A obra de Deus depende da aceitação voluntária por parte da pessoa.

Quantas vezes alguém fica triste por ver que, apesar de seu empenhou, o discípulo está se distanciando,. É normal sentir-nos chateados com essa situação, mas isso aconteceu com o próprio Deus, que era o mentor direto de Caim - apesar de repreendê-lo, alertá-lo, a escolha foi dele. 

Veja que Caim possuía a mentalidade formada quanto à mentoria e discipulado, porque quando Deus perguntou a ele: "onde está seu irmão Abel?" Ele respondeu: "por acaso, sou eu tutor (discipulador, mentor) de meu irmão?" Quando alguém não quer, Deus não forçará.

"Não por força, nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos" (Zc 4:6).
Postar um comentário