sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Discipulado requer perseverança



Discipulado não se trata de moda ou momento emocionalista. 

As últimas palavras de Jesus, conhecida como Grande Comissão, chama a responsabilidade de seus seguidores a darem sequência ao projeto restaurador de vidas através do discipulado. Não podemos nos iludir achando que quando alguém responde a um apelo já está salvo. Pode ter iniciado no caminho, mas o discipulado proporciona a orientação e edificação da pessoa no projeto de salvação. 
"Então, Jesus aproximando-se deles lhes assegurou: “Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Portanto, ide e fazei com que todos os povos da terra se tornem discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a obedecer a tudo quanto vos tenho ordenado. E assim, Eu estarei permanentemente convosco, até o fim dos tempos” (Mt 28:18-20).

Ser discípulo requer perseverança.

> "É na vossa perseverança que confirmais a salvação da vossa alma" (Lucas 21:19);
> "Nós, entretanto, não somos dos que regridem para a perdição; mas sim, dos que crêem e, salvos, seguem avante” (Hebreus 10:39);
> "Aquele, porém, que continuar firme até o final será salvo” (Mateus 24:13).
> "Sê fiel até a morte, e Eu te darei a coroa da vida” (Apocalipse 2:10).

O discipulado precisa ser pautado numa vida de estudo e aplicação da Palavra, de modo contínuo. Pelo menos uma vez por semana reunir seus discípulos e seguir um plano de estudo edificante, orar e manter a comunhão, que só é possível num pequeno grupo ou individual. Fora isso, é ilusão. Na multidão é impossível ter comunhão. Levante-se e faça discipulo.

Postar um comentário