terça-feira, 11 de agosto de 2015

A Igreja que cumpre a sua missão

A Igreja que cumpre sua missão

Mateus 16:18-19


Ao fundar a igreja, Jesus disse que sua obra seria vitoriosa, haja vista que as portas do inferno não prevaleceriam contra ela. Outro fato que ficou bem claro é que ela teria a sublime missão de propagar o Evangelho transformador, selado com seu sangue, que fora vertido na Cruz. A igreja precisa cumprir sua missão.

Negativamente

Não se ilude com modismos (tornaria reprovada)
Há uma tendência muito forte de querermos copiar algo que julgamos que está dando certo, no entanto, o que precisamos é saber se é certo, e não se está dando certo. Nem tudo que dá certo é de Deus.
O que fazemos ou fizermos nada adiantará se não for algo aprovado por Deus. Quem dá o crescimento é Deus. O inchaço, esse sim, é promovido pelos homens.

Não se conforma com o pecado (torn. Profana)
O tempo, os costumes, as culturas passam, mas a Palavra de Deus continua sempre a mesma. O que era pecado continua sendo. Com bom discernimento podemos distinguir atos pecaminosos e costumes pessoais. Precisamos entender que o padrão de justiça é determinado por Deus. O coração do homem é enganoso e tendencioso, mas Deus é imutável.

Não se afasta do altar de Deus (enfraqueceria)
Tudo quanto a igreja promove deve visar a dedicação de seus membros a Deus através de uma vida consagrada. Quem não se afasta do altar de Deus terá sempre o calor do Espírito Santo para os momentos sombrios da vida, bem como o refrigério no calor escaldante do deserto.


Positivamente

É uma igreja acolhedora
Aquilo que ninguém acredita, a igreja precisa acreditar. Pessoas rejeitadas pela sociedade precisam ter na igreja um ambiente acolhedor.
Conta-se que uma mulher, acima do peso, entrou numa loja. As roupas pareciam todas para pessoas magras. As vendedoras não entendiam porque aquela mulher estava lá. No entanto, uma delas atendeu a mulher. Vocês não tem nada grande aqui, nada que me serve, não é? A vendedora abriu os braços e disse temos sim. Abraçou aquela mulher que não se conteve e disse: hoje é o dia mais feliz da minha vida. Há muito tempo esperava por um abraço. As duas ficaram realizadas: uma por ter sido abraçada, a outra por poder abraçar. Isso ocorreu numa loja. Espera-se que na igreja isso seja mais intenso.

É uma igreja dinâmica
A igreja é um organismo vivo. Seu dinamismo não permite que fique presa a um sistema travado. Aliás, se cremos na direção do Espírito então não podemos prender sua ação, uma vez que Jesus disse que o vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem e nem para onde vai...

É uma igreja Discipuladora
Discipulado é transmissão de conhecimento. Paulo falou para Timóteo: o que recebeste, aprendeste, viste em mim, isso mesmo passa a homens fiéis, que passem a outros...
Jesus ordenou aos seus discípulos que fizessem outros discípulos...
Uma igreja que entende a missão do discipulado, cresce de forma madura e segura.

É uma igreja escatológica
A igreja precisa ter ciência que seu propósito é entesourar e preparar pessoas para a eternidade. Não adianta ensinar as pessoas a ganharem o mundo, pois seu ensino principal é garantir lugar no céu.
A igreja precisa acreditar no arrebatamento, sendo assim seu propósito não é se preocupar de forma exagerada com os caprichos terrenos, mas empenhar o máximo para não ser reprovada no final da caminhada.

Conclusão: Deus abriu essa porta, cremos que Deus está aprovando e esperando que através dela muitas pessoas sejam libertas e sejam inscritas no livro da vida.

Postar um comentário