terça-feira, 28 de julho de 2015

O tormento de Saul

SAUL É ATORMENTADO POR UM ESPÍRITO MALIGNO
1Sm 16.14 -23

Assim como no caso de Saul, todo ser humano sofre uma concorrência forte entre o bem e o mal, que querem possuí-lo ou dominá-lo. Deus permite o mal, mas não envia o mal sobre seus filhos. Vemos que o espírito mau só pode agir na vida de Saul, por haver ele dado legalidade, através da rebelião e consequente afastamento do Espírito do Senhor, v.14.
“E o Espírito do SENHOR se retirou de Saul, e o assombrava um espírito mau, da parte do SENHOR”.
Quando há manifestações malignas é possível ser detectada por aquelas pessoas que estiverem por perto – há uma diferenciação nítida no comportamento da pessoa. No entanto, há muita especulação sobre o assunto, pois muitos não possuem o discernimento correto. Os criados de Saul tiveram a clara sinalização de que se tratava, v.15.
“Então, os criados de Saul lhe disseram: Eis que agora um espírito mau, da parte do Senhor, te assombra”.
Não são todas as pessoas que podem resolver essa situação, mas sempre existem aqueles que podem nos ajudar. Muitas vezes a ajuda precisa vir de longe, haja vista, tratar-se de um problema espiritual. Aquelas pessoas que não possuem uma vida consagrada a Deus nada poderão fazer, v.16.
“Diga, pois, nosso senhor a seus servos, que estão em tua presença, que busquem um homem que saiba tocar harpa; e será que, quando o espírito mau, da parte do SENHOR, vier sobre ti, então, ele tocará com a sua mão, e te acharás melhor”.
1Sm.16.17 Então, disse Saul aos seus servos: Buscai-me, pois, um homem que toque bem e trazei-mo.
Para que haja autoridade espiritual, é necessário não apenas saber executar a harpa, mas é imprescindível que o coração da pessoa esteja bem harmonioso com o coração de Deus. Manejar ou tocar uma harpa pode ser fruto de um talento e dedicação, mas para que haja efeito no mundo espiritual é preciso muito mais do que talentos. Davi possuía muitas características bem nítidas às pessoas no reinado de Saul, mas também possuía o principal requisito – o Senhor era com ele, v.18.
“Então, respondeu um dos jovens e disse: Eis que tenho visto um filho de Jessé, o belemita, que sabe tocar e é valente, e animoso, e homem de guerra, e sisudo em palavras, e de gentil presença; o SENHOR é com ele”.
1Sm.16.19 E Saul enviou mensageiros a Jessé, dizendo: Envia-me Davi, teu filho, o que está com as ovelhas.
1Sm.16.20 Então, tomou Jessé um jumento carregado de pão, e um odre de vinho, e um cabrito e enviou-os a Saul pela mão de Davi, seu filho.
1Sm.16.21 Assim, Davi veio a Saul, e esteve perante ele, e o amou muito; e foi seu pajem de armas.
1Sm.16.22 Então, Saul mandou dizer a Jessé: Deixa estar Davi perante mim, pois achou graça a meus olhos.
A presença de Davi proporcionava segurança para o rei Saul, porque ele possuía a unção de Deus. Quando se manifestava o espírito mau, Davi adorava a Deus e tudo voltava ao normal, v.23.
“E sucedia que, quando o espírito mau, da parte de Deus, vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa e a tocava com a sua mão; então, Saul sentia alívio e se achava melhor, e o espírito mau se retirava dele”.
Você e eu podemos ter a unção que afugenta o espírito mau, independente que seja por opressão ou possessão. Claro que precisamos ser livres para poder ter autoridade.
Em meu nome EXPULSARÃO OS DEMÔNIOS, FALARÃO NOVAS LÍNGUAS, PEGARÃO EM SERPENTES, SE BEBEREM ALGO MORTÍFERO NÃO SOFRERÃO DANO E PORÃO AS MÃOS SOBRE OS DOENTES E ELES SERÃO CURADOS.
Eis que vos dou poder para PISARDES EM SERPENTES E ESCORPIÕES, e nada vos fará dano.


Postar um comentário