quarta-feira, 23 de junho de 2010

Sejamos Vasos Úteis

Tornando-se um vaso útil nas mãos de Deus
Atos 9:10-18

Saulo era um homem determinado. Não temia nada e ninguém. No entanto, estava jogando em time errado, até que no caminho para Damasco teve uma experiência que transformou a sua vida. Estando em Damasco, na casa de Judas, numa rua chamada Direita, não podia ver nada, até que Deus enviou para lhe visitar um discípulo que residia na cidade, cujo nome era Ananias. Este relutou um pouco por saber a fama de Saulo, mas Deus lhe disse "vá porque ele é para mim um vaso útil". Não importa como ele se comportou até aquele momento, mas Deus queria usar-lhe como um vaso útil.

Como podemos nos tornar um vaso útil?

1) Reconhecer que somos frágeis, isto é de barro.
Há até muitos que se consideram superior, achando que são vasos de cristais, diamantes, porcelana, etc. Isto revela a soberba estampada no estado natural do homem e da mulher que não quer olhar no espelho da vida. Fico aqui com a Palavra de Deus que diz que somos feitos do pó. Ninguém é melhor ou maior que outro.
Jó afirmou: "como barro me formaste, e ao pó me farás descer" (10:9). Do mesmo modo vemos as palavras do profeta Isaías: "mas agora, ó Senhor, tu és o nosso Pai; nós somos o barro, e tu, és o nosso oleiro" (64:8).
Por mais belo ou inteligentes que pareçamos ser precisamos reconhecer que sem Deus nada somos e nada podemos fazer. Sejamos um vaso que honre ao Senhor! Cristo em vós, a esperança da glória!

2) Permitir que sejamos moldados pelo oleiro
Só Deus sabe o melhor e mais proveitoso modelo para minha vida. Confiando que Ele poderá fazer o que lhe agrada, e com isso, ficarei satisfeito, haja vista que "muitos propósitos há no coração do homem, mas a resposta certa vem de Deus". Em Jeremias lemos "como o vaso que ele fazia de barro se quebrou na mão do oleiro, tornou a fazer dele outro vaso, conforme seu querer" (18:4).
Todos nós somos como barro nas mãos do oleiro precisamos parar de murmurar, reclamar enquanto ele está nos dando forma. Ele sabe como fazer! Louve-o durante o processo de moldura! Ele tem pensamentos de paz para nós e não de mal.

3) Enfrentemos o fogo sem reclamar
O que garante a forma do vaso é o fogo. Com isso quero dizer que Deus utiliza as circunstãncias adversas ao nosso redor para nos preparar para sermos firmes e úteis. Feliz é aquele que sofre calado as provações, porque depois de ser aprovado receberá sua recompensa - ficará em lugar de honra.
O apóstolo paulo sofreu muito, mas deixou-nos uma palavra clara nesse sentido: "somos atribulados, mas não desamparados; perseguidos, mas não destruídos". Jesus disse que teríamos aflições, mas que deveríamos manter acesa a chama do ânimo.
Se achamos que as lutas estão intensas é o grau de fogo necessário para me preparar para ser um vaso útil.

4) Permitamos que Deus nos desloque para onde quiser
Quem determina o lugar que o vaso deve estar, não é o vaso, mas o seu dono. Deus é dono das nossas vidas e sabe muito bem onde devemos estar.
Isso ficou bem claro em Jesus: "Pai, sê possível passa de mim este cálice, mas não faça o que quero e, sim, o que tu queres".
Na oração do Pai Nosso, oramos: "Faça-se a tua vontade aqui na terra, como ela é feita aí no céu". Que assim seja. Deus pode me conduzir ao lugar que Ele achar que deve. Sejamos submissos e confiantes que jamais nos deixará em lugar de desonra, se meu caráter for aprovado por Ele.

Desejo que Deus abençoe todos que lerem e aplicarem estas palavras em sua vida!

Postar um comentário