sexta-feira, 20 de abril de 2012

SALVAÇÃO GARANTIDA EM JESUS


A GARANTIA EFICAZ DA SALVAÇÃO
João 10:28

Introdução: Por causa do pecado todos estariam debaixo de condenação, se não fosse o plano de salvação providenciado por Deus. Paulo disse em Rm 3:23 que “todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”. O mesmo apóstolo afirmou em Rm 6:23 que “o salário do pecado é a morte”. O profeta Ezequiel trouxe da parte de Deus uma palavra clara a esse respeito: “Pois todos me pertencem. Tanto o pai como o filho me pertencem. Aquele que pecar é que morrerá” (Ez 18:4 - NVI). No entanto, Deus enviou Jesus ao mundo para que pudesse dar a cada um o direito de optar pela salvação: “Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3:16 - NVI).

O texto básico nos mostra a verdadeira realidade da salvação que recebemos através de Cristo, quando afirma “Eu lhes dou a vida eterna, e elas jamais perecerão; ninguém as poderá arrancar da minha mão” (Jo 10:28 – NVI). Se recebermos Jesus em nosso coração, crendo que Ele é único e suficiente Salvador, podemos ter certeza que estamos salvos. Para mim “aceitar a Jesus” é se amarrar nele para o que der e vier. Vamos analisar a segurança da Salvação para todos que creem em Jesus.

1 – Jesus é quem concede a vida eterna
A Salvação é uma dádiva de Deus. Paulo afirmou que somos salvos pela graça (dádiva imerecida) por meio da fé e isto é dom de Deus. A Salvação não vem dos feitos humanos para que ninguém se glorie, Ef 2:8-9.
O Salmo 37:39 afirma que a Salvação dos justos vem do Senhor. Davi no Salmo 51:12 pediu a Deus que lhe devolvesse a alegria da Salvação. Isto deixa claro que ninguém consegue a salvação pelos seus próprios méritos, mas apenas pela misericórdia de Deus. De acordo com 1 Tm 2:5 “há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, o qual é Jesus Cristo”.
At 4:12 declara: “Não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos”.

2 – Jesus garante que nunca o salvo irá perecer
Esse é o verdadeiro seguro de vida que alguém pode ter. É o próprio Jesus quem garante: “Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte para a vida (Jo 5:24).
Paulo afirmou em Romanos 8:1 que não há mais condenação para aqueles que estão em Cristo Jesus...”!
Precisamos empenhar e vivermos em função da nossa fé em Deus: “porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. Quem é o que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?” (1 Jo 5:4-5).

3 – Jesus assegura que ninguém pode tirar o salvo das mãos dele
Isto significa que a nossa alma está sendo disputada pelo mundo, pelo diabo e por Deus. Aqui neste ponto quero salientar que, quando aceitamos Jesus e recebemos a Salvação, não precisamos viver amedrontados.
Deus é fiel para nos guardar de tropeçar e cair nas mãos do inimigo: “Mas fiel é o Senhor, o qual vos confirmará e guardará do maligno” (2 Ts 3:3). Veja ainda 1 Jo 5:18 “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca”.
Veja a segurança que Deus dá a seus filhos: “Mas o que me der ouvidos habitará em segurança, e estará tranqüilo, sem receio do mal” (Pv 1:33).

Conclusão: Um homem num momento de desespero perguntou a Paulo e Silas o que ele deveria fazer para ser salvo. A resposta foi clara: “crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa” (At 16:31). Feito isso poderás entoar o cântico da vitória de Rm 8, descrito a seguir:
31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
32 Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como não nos dará também com ele todas as coisas?
33 Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica;
34 Quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes quem ressurgiu dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós;
35 quem nos separará do amor de Cristo? a tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada?
36 Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia todo; fomos considerados como ovelhas para o matadouro.
37 Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou.
38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades,
39 nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.

Postar um comentário