segunda-feira, 4 de julho de 2011

Malignidade da Língua Desenfreada

A MALIGNIDADE DA LÍNGUA DESCONTROLADA

TEXTO: “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo” (Êxodo 20:16 RC)

1 – DIFAMAR O PRÓXIMO
- “O escorpião carrega o veneno na ponta da cauda; o difamador carrega o veneno na ponta da língua”;
O que é difamação: tirar a boa fama ou crédito; desacreditar publicamente; caluniar; falar mal; tirar a reputação; falar mal dos outros injustamente (sem conhecimento de causa).
Davi lamentou: “Falsas testemunhas se levantaram; depuseram contra mim coisas que eu não sabia” (Salmos 35:11 RC);
O linguarudo sempre acha motivo para falar: “Porquanto veio João, não comendo, nem bebendo, e dizem: Tem demônio. Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo de publicanos e pecadores” (Mateus 11:18, 19 RC).
A Bíblia afirma que difamar é ferir com a língua: “Então, disseram: Vinde, e maquinemos projetos contra Jeremias; porquanto não perecerá a lei do sacerdote, nem o conselho do sábio, nem a palavra do profeta; vinde, e firamo-lo com a língua e não escutemos nenhuma das suas palavras” (Jeremias 18:18 RC).
Alguém pode ferir uma pessoa sem nunca lhe encostar nada físico. As feridas produzidas pela língua nenhum médico poderá curá-las.
Observe esta forte verdade: “o difamador carrega o diabo na língua; aquele que gosta de dar ouvidos ao difamador carrega o diabo no ouvido”;

2. FALSO TESTEMUNHO
p    Falar o que é falso, mentiroso: “Os lábios mentirosos são abomináveis ao SENHOR, mas os que agem fielmente são o seu deleite” (Provérbios 12:22 RC);
Não há nada mais contrário a Deus do que a mentira - O Pai é verdadeiro: “Sempre seja Deus verdadeiro, e todo homem mentiroso, como está escrito: Para que sejas justificado em tuas palavras e venças quando fores julgado” (Romanos 3:4 RC); O Filho é verdadeiro: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim” (João 14:6 RC); O Espírito Santo é verdadeiro: “Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito da verdade, que procede do Pai, testificará de mim” (João 15:26 RC);
A mentira nunca vai sozinha – uma puxa a outra: “Um abismo chama outro abismo, ao ruído das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas têm passado sobre mim” (Salmos 42:7 RC);
Quando há mentira na língua, Satanás está dominando o coração: “Disse, então, Pedro: Ananias, por que encheu Satanás o teu coração, para que mentisses ao Espírito Santo e retivesses parte do preço da herdade?” (Atos 5:3 RC);
Este pecado provoca a ira de Deus: “Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira” (Apocalipse 22:15 RC).
p     Testemunhar o que é falso, mentiroso: “Martelo e espada e flecha aguda é o homem que levanta falso testemunho contra o seu próximo” (Provérbios 25:18 RC)
Não ficará impune: “A falsa testemunha não ficará inocente; e o que profere mentiras não escapará” (Provérbios 19:5 RC).
O falso testemunho é prejudicial: a pessoa do próximo; aquele que dá ouvidos e o que pratica;
Diógenes afirmou: “de todas as feras selvagens, a calúnia é a pior”.
Ilustração: Um homem foi acusado por duas testemunhas: a primeira disse: “se não for verdade quero morrer queimado”; a segunda disse: “se não for verdade quero ficar cego”. Num prazo de um ano: a primeira morreu num incêndio; a segunda ficou cega.

CONCLUSÃO: Receba o conselho de Paulo: “Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos, a saber: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido” (Romanos 10:8-11 RC).
Postar um comentário