quarta-feira, 29 de maio de 2013

Entre a Mídia e o Evangelho

Não há como fazer as pazes entre a mídia e o evangelho de Jesus. Eles têm filosofias diferentes, propósitos diferentes, públicos diferentes e festas diferentes. Se a mídia valorizar o que o evangelho valoriza, ela perde dinheiro. Se o evangelho valorizar o que a mídia valoriza, ele perde autoridade. A mídia alimenta e estimula a maldade humana. O evangelho alimenta e estimula a bondade que ainda resta no ser humano. A mídia segue a correnteza. O evangelho nada contra a correnteza. A mídia está a serviço de uma sociedade corrompida. O evangelho está a serviço de um projeto de redenção. A mídia aponta para a porta larga e o amplo caminho, cheio de gente, que leva à perdição. O evangelho aponta para a porta estreita e o apertado caminho, quase vazio, que leva à vida (Mt 7.13, 14).
Você está entre a pressão da mídia e a pressão do evangelho, entre a multidão que caminha para a perdição e o remanescente que caminha para a salvação. Quanto mais distante do evangelho, maior é a pressão da mídia. Quanto mais distante da mídia, maior é a pressão do evangelho. Você vive um dilema: ou a mídia o afasta do evangelho ou o evangelho o afasta da mídia.
Liberte-se do peso esmagador da mídia. Aproxime-se do jugo suave do evangelho (Mt 11.28-30). Saia da multidão (Êx 23.2). Rompa com a permissividade e ponha-se sob normas. Jesus diz a todos: “Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me” (Lc 9.23). Aprenda a dizer não a você mesmo todas as vezes que a sua vontade quebrar a lei de Deus.

Postar um comentário