terça-feira, 7 de junho de 2011

De novo o PL 122. Nada de novo | Editora Ultimato

Ultimato diz não ao PL 122 faz tempo. Em setembro de 1998, Rubem Amorese perguntava na seção “Ponto Final” da revista Ultimato: “apenas os homossexuais terão o direito de pressionar parlamentares na direção do que julgam ser bom para toda a sociedade?”. Na época, a pergunta dizia respeito ao Projeto de Lei nº 1.151, de 1995, de autoria da então deputada Marta Suplicy. Dez anos depois, em novembro de 2009, Ultimato reafirmava o seu repúdio à homofobia e, ao mesmo tempo, dizia não ao PL 122. De volta à cena, o Projeto de Lei da Câmara (PLC 122), que trata da criminalização da discriminação por gênero e orientação sexual, cuja relatora é a agora senadora Marta Suplicy, segue uma cartilha conhecida. Nada de novo. De novo o PL 122. Nada de novo | Editora Ultimato
Postar um comentário